Os Tutores

OS TUTORES

A função fundamental do Tutor é aquela de avaliara viabilidade e o potencial rendimento de cada ideia empreendedora.Tal avaliação é efetuada em base à experiência dos Tutores e junto com os próprios Empreendedores.

O Tutor conhece bem o conceito de “Business” e os princípios de base para aviar e conduzir uma atividade. O Tutor também tem familiaridade com as várias funções internas e com as relações com as instituições e os operadores externos.

O Tutor há uma competência mais geral que específica. No caso em que seja exigida uma competência específica, o Tutor pode contar com o suporte de voluntários Rotarianos profissionais que temporariamente colaborarão com ele/ela por todo o tempo em que esse serviço for requerido.

O Tutor do Programa Virgilio não é um consultor profissional, não se substitui ao Empreendedor, mas o acompanha na fase de aviamento para as avaliações econômicas, para a organização e o processo de produção e de venda.

O método do Programa Virgilio delinea um percurso onde se pode medir os avanços quotidianos e os resultados do projeto.

 

DESIGNAÇÃO DO TUTOR

A designação do Tutor é feita por uma Comissão composta de Tutores senior, depois de uma primeira entrevista com o Empreendedor.

O objetivo é encontrar a pessoa mais idônea em termos de competência e caráter entre os sócios voluntários disponíveis e que possa satisfazer melhor as exigências do projeto específico.

Como já dito antes, o Tutor não precisa necessariamente ser especializado na matéria em questão, mas sim conhecer bem as técnicas de gestão do negócio.

Depois da comunicação do encargo, o Tutor encontra o Empreendedor no lugar concordado e a partir daquele momento o relacionamento entre eles se desenvolverá segundo os planos e tempos definidos aos poucos.

O andamento do programa será registrado pelo Tutor no banco de dados, colocado a sua disposição pelo Programa Virgilio.

 

PERFIL DO EMPREENDEDOR/TUTORADO

Normalmente o Aluno é um empreendedor que investe pela primeira vez em uma atividade comercial. Geralmente essa atividade já está aviada e necessita alcançar novos objetivos de mercado ou de rendimento.

Em prática

o Empreendedor precisa analisar os problemas que ele/ela deve enfrentar e identifcar os meios adequados para superá-los.

Portanto ele/ela será informado sobre os serviços que o Programa Virgilio pode lhe oferecer através de seus Tutores e terá conhecimentode que não se trata de consultoria mas de assistência nas escolhas que o/a mesmo/a fará autonomamente.

Por uma questão de correção se pede ao Empreendedor de informar o Tutor sobre a sua decisão de encerrar o projeto com o Programa Virgilio.

RELACIONAMENTOS COM OUTROS PROFISSIONAIS ESPECIALIZADOS

Durante o projeto o Aluno pode sentir necessidade de conselhos sobre questões específicas que superam a capacidade ou as competências do Tutor.

Nesse caso o tutor será ajudado por um sócio Rotariano que possua tal competência específica. De qualquer forma o Tutor será a única pessoa em contato com o Empreendedor. No caso em que não se encontre a competência necessária emtre os sócios Rotarianos, o Tutor deverá procurar um profissional externo, ficando contudo excluído dessa relação.